Centenário de sagração episcopal de Dom Octávio é celebrado em Pouso Alegre (MG)
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Livro Dr Plinio de Mons João Clá

Centenário de sagração episcopal de Dom Octávio é celebrado em Pouso Alegre (MG)
Gaudium Press - 2016/06/24

Pouso Alegre - Minas Gerais (Sexta-feira, 24-06-2016, Gaudium Press) As celebrações pelo centenário de sagração episcopal de Dom Octávio Chagas de Miranda e tomada de posse como o terceiro bispo diocesano estão acontecendo na Igreja de Pouso Alegre.

Gaudium Press.jpg

O ponto mais alto das solenidades comemorativas será no dia 29 de junho, memória de São Pedro e São Paulo. Às 16h, a Cúria Metropolitana acolhe a cerimônia de assinatura dos decretos de criação de duas novas paróquias.

Neste dia, o Arcebispo de Pouso Alegre, Dom José Luiz Majella Delgado, assinará os decretos para a elevação das paróquias São Sebastião, em Senador José Bento, e a paróquia de São Cristóvão e São Benedito, em Extrema.

Na mesma solenidade, acontecerá a reinauguração do Arquivo Metropolitano, instalado na Cúria Metropolitana de Pouso Alegre.

À noite, às 19h, o arcebispo, acompanhado pelo clero arquidiocesano, concelebrarão a Santa Missa Solene na Catedral Metropolitana de Pouso Alegre, com a presença de milhares de fiéis.

Em vista da celebração pelo centenário de Dom Octávio, a Pastoral da Comunicação arquidiocesana Alegre lançou um site com informações, fotos e textos e circulares emitidas pelo bispo (www.arquidiocese-pa.org.br/otavio100).

Dom Octávio Chagas de Miranda

Gaudium Press.jpgNascido no município de Campinas, em São Paulo, no dia 10 de agosto de 1881, Octávio era filho de Francisco Chagas de Miranda, maquinista da Companhia Paulista de Estrada de Ferro, e Cândida Maria Teodora Miranda, catequista da antiga Matriz de Campinas. Além disso, teve mais cinco irmãos: Laudelino, Olímpio, João, Amélia e Lídia.

Ainda jovem, Octávio possuía a dedicação e disponibilidade à serviço da Igreja. O fato agradou o Padre Nery, que ao ver essas qualidades e percebendo sinais de vocação, decidiu enviá-lo para o colégio dos sacerdotes da Companhia de Jesus, em Itú.

Após terminar o curso de humanidades, o religioso se transferiu para São Paulo, passando a cursar Filosofia no ano de 1886. Naquela época, o Padre Nery foi escolhido para o episcopado, contudo, apesar da distância, Octávio não o abandonou.

No dia 21 de julho de 1901, Dom João Batista Corrêa Nery tomava posse na Catedral de Pouso Alegre e entregou ao estudante o cargo de chanceler da Mitra.

Em 4 de dezembro de 1903, Octávio foi ordenado diácono. E no dia 20 do mesmo mês, na Catedral do Bom Jesus em Pouso Alegre, tornou-se presbítero.

Então, Dom Nery permaneceu como bispo de Pouso Alegre por oito anos. Quando foi transferido para o recém-criado bispado de Campinas, em 30 de outubro de 1908, decidiu levar Octávio na sua transferência para o município paulista.

Em 14 de fevereiro de 1916, a cidade recebeu com festa a notícia da eleição do Vigário da Matriz Velha, Cônego Octávio Chagas de Miranda, para a dignidade de Bispo Diocesano de Pouso Alegre, no Sul de Minas.

A ordenação episcopal do Cônego Octávio ocorreu em 4 de junho de 1916, sendo presidida pelo próprio Dom Nery.

Mais tarde, o terceiro bispo de Pouso Alegre chegou à sua diocese no dia 28 de junho de 1916, tomando posse um dia depois, em 29 do mesmo mês.

Após o agravo de sua doença, o mal de Parkinson, Dom Octávio veio a falecer no dia 29 de outubro de 1959. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Pouso Alegre

Votar Resultado 0  Votos

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.